Tudo Nunca Sempre o Mesmo Diferente Nada

Tudo Nunca Sempre o Mesmo Diferente Nada

Tudo Nunca Sempre o Mesmo Diferente Nada (TNSoMDN) é um projecto operático dentro do que se poderá chamar música ‘não-narrativa’. Não deixando de ser uma ópera, no seu sentido mais clássico, o projecto envolve uma concepção simultânea de música, libretto, projecção vídeo, e encenação que, apesar da música ‘não-narrativa’, de uma partitura ‘não-determinista’, e de uma encenação não discursiva, promove uma percepção quase linear do texto como elemento centralizador. Este libretto usa diversos micro-fragmentos de diferentes escritores/autores,
arranjados por forma a criar um discurso coerente entre três personagens. O conceito de história é pois questionado mas nunca abandonado e a noção de ópera como drama embora abalada é intencionalmente mantida. O carácter fragmentário conferido pela teia de textos de diferentes origens é reforçado, nesta produção, pela encenação tripartida distribuída por três encenadores — Leonor Keil, André Teodósio e Sónia Baptista. Cada secção da ópera é assim interpretada por uma diferente perspectiva cénica induzindo mais rupturas num já ténue fio narrativo a unir as personagens.
Música: Tiago Cutileiro, VÍdeo: Raquel Melgue, Interpretação: Inês
Simões, Nélia Gonçalves, Maria Ermida, Maria João Sousa (cantoras);
agrupamento Ars Ad Hoc, Informática musical: Ricardo Guerreiro,
Produção: Arte no Tempo, Co-produção: Teatro Municipal do
Porto, Teatro Municipal da Guarda, Cultura Vibra, Lisboa Incomum.



Informação

  • Categoria : Música
  • Data : 27 Fevereiro 2019
  • Hora : 2h130
  • Local : Cine-Teatro Avenida
  • Classificação: M/12
  • Preço: 5€