Avenida I

Avenida I – Uma chama viva onde quer que viva

A ESTE, no ano do seu 15º aniversário, inicia uma trilogia em torno da principal avenida da sua cidade, naquilo que vem chamando de “exercício em torno da proximidade”. Entre a ficção e a realidade, o íntimo e o público, o próximo e o distante, o quotidiano e a memória, um exército de beirões composto por lojistas, industriais, trabalhadores, patrões, mercadores, gente anónima vinda dos campos ou de um recanto da cidade dão corpo a uma narrativa que quer, na sua universalidade, reflectir sobre o espaço da cidade e, inevitavelmente, sobre a utopia e a felicidade “Uma chama viva onde quer que viva” é a primeira parte do tríptico denominado “A Avenida” e incide sobre as décadas de 40 e 50 do século passado. Em 2020, a companhia estreará “De Salazar a Kubitschek”, abordando os anos 60 para, finalmente, na década seguinte, os anos 70, terem um último fôlego em 2021 com o espectáculo final, “Liberdade”. A ESTE conta ainda fazer uma versão única composta por esta três versões, expondo, assim, uma criação que compreenderá cerca de três anos entre ensaios, evoluções e apresentações.


Informação
  • Categoria: Teatro
  • Data: 24 de Janeiro
  • Hora: 21h30
  • Local: Cine-Teatro Avenida
  • Classificação: M/12
  • Preço: 5€